BICHECTOMIA

Retirada das Bochechas

A cirurgia para retirar o excesso da bola de Bichat é denominada bichectomia e promove a redução das bochechas. Algumas pessoas se sentem incomodadas com o tamanho de suas bochechas. A bola de Bichat ou corpo adiposo bucal é uma estrutura composta por gordura, localizada na face, na região das bochechas. Quando aumentada, essa gordura pode alterar o formato do rosto, deixando-o mais arredondado, causando a impressão de que a pessoa está acima do peso. Em alguns casos, isso pode afetar a autoestima e a confiança.

Esta cirurgia vem se popularizando no Brasil recentemente, porém foi descrita na década de 80 e é muito consolidada no meio científico.

A bichectomia é um procedimento relativamente simples, mas a retirada da gordura exige cuidado por se tratar de uma área delicada, entre nervos e canais salivares. Através de incisões com 0,5 a 1cm, na parte interna de cada bochecha, a gordura é tracionada e extraída. A quantidade de gordura retirada varia de acordo com cada caso.

A indicação da Bichectomia deve ser muito criteriosa. Além do exame físico, deve ser feito exame de imagem (tomografia da face) para avaliar o tamanho das bolas de Bichat. Se forem pequenas, a retirada das mesmas não terá efeito estético algum.

Muitas vezes a causa de um rosto mais largo pode ser decorrente da hipertrofia do músculo masseter (músculo da mastigação), tratada com aplicação de toxina botulínica, ou do acúmulo de gordura abaixo do queixo (papada), tratado com lipoaspiração. Além disso, se houver flacidez da pele, o lifting facial é o mais  indicado.

Técnica Cirúrgica

  • Marcação do local das incisões na parte interna das bochechas.
  • Antissepsia + anestesia (local com sedação).
  • Incisão de 0,5 a 1cm na mucosa dentro da boca, na parte interna de cada bochecha.
  • Identificação e dissecção da bola de Bichat (sempre atento para não lesar estruturas importantes como nervos e o ducto parotídeo).
  • Tração delicada da gordura para fora da incisão.
  • Ressecção do excesso de gordura, com cuidado para não retirar demais.
  • Fechamento das feridas operatórias com fios absorvíveis.

Recomendações Pré Operatórias

Comunicar-se até 2 dias antes da cirurgia, em caso de gripe, indisposição ou qualquer outra alteração do estado de saúde.

Parar de fumar no mínimo 15 dias antes da sua cirurgia.
Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas, na véspera da cirurgia.

Jejum pré operatório de 8hs.

Evitar chá de Picão, Arnica, Ginkgobiloba, Castanha da Índia, Cápsulas de Alho e qualquer medicamento que contenha AAS (ácido acetilsalicílico) 10 dias antes da cirurgia, pois poderão interferir no processo de coagulação. Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 30 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.
Programar suas atividades profissionais, sociais ou escolares, para não se tornar indispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 3 a 4 dias.

Chegar no hospital 60 minutos antes do horário da cirurgia.

Usar enxaguatório bucal (prescrito pelo médico) antes de ir ao hospital.

Recomendações Pós Operatórias

Evitar esforços por 7 dias. Atividades físicas mais intensas somente após 21 dias.

Durante os 3 primeiros dias deve-se ingerir alimentos macios e evitar bebidas quentes. Gelo sobre as bochechas também é importante nesta fase e deve ser aplicado várias vezes ao dia.

Banho será liberado no mesmo dia ou no dia seguinte à cirurgia. O primeiro banho deve ser morno a frio (evitar água quente sobre as áreas aspiradas) e com um banco sempre por perto. As tonteiras são comuns, mas passam em 1 a 2 dias. Podem ocorrer também náuseas, por queda da pressão. Quando isso acontecer, deite e posicione as pernas em um nível mais elevado que a cabeça e logo vai melhorar.

Obedecer à prescrição médica.
Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases. Tire com seu cirurgião, e somente com ele, quaisquer dúvidas.

Tenha paciência, pois por mais rápida e eficiente que tenha sido a intervenção, você deverá estar preparada (o) para encarar o edema (inchaço) e equimoses (áreas arroxeadas) pós-cirúrgicos, assim como algum desconforto físico.
Resultados definitivos: O resultado definitivo é atingido após 3 a 6 meses da cirurgia, período necessário para a acomodação dos tecidos. Entretanto, já se pode observar melhora importante após 30 dias da cirurgia.

Caso você tenha animal de estimação em casa (cão ou gato), evite contato direto com eles nos primeiros 20 dias de pós-operatório e, em hipótese alguma, os deixe subir em seu leito. O contato com qualquer tipo de secreção (especialmente a saliva de cães e gatos) pode elevar o risco de contrair uma infecção com consequências potencialmente sérias.

 

IMPORTANTE: As informações contidas neste site são somente de caráter geral com o objetivo de divulgar conhecimentos na especialidade de Cirurgia Plástica. Estas informações não tem a pretensão de substituir etapas do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de cirurgia. Você deve sempre procurar um médico adequadamente treinado para realizar os procedimentos mencionados neste site ou em qualquer outro na Internet.