Rinoplastia

Plástica do nariz

O nariz é fundamental na composição da beleza e equilíbrio do rosto.

Por localizar-se no centro da face, é alvo de muita atenção e suas alterações podem causar impacto na auto-estima.

A Rinoplastia tem como objetivo alcançar a harmonia facial, tratando as alterações estéticas e funcionais do nariz.

As alterações nasais podem ser de origem genética ou pós-traumáticas.

Anatomia do Nariz 

A pele do nariz é sustentada internamente por estruturas ósseas e cartilaginosas.

Na parte superior temos o osso nasal. Na parte média, a cartilagem septal com sua expansão lateral. Na parte inferior, localizam-se as cartilagens alares.

Na Rinoplastia é realizada a remodelação das estruturas ósseas e cartilaginosas, através de reduções, mudanças na forma ou aumento de suas estruturas.

Com isso podemos corrigir alterações no dorso, na ponta e na largura do nariz.

Além da questão estética, a cirurgia pode corrigir também alterações respiratórias.

Cada caso é estudado minuciosamente, respeitando-se as características raciais e funcionais de cada pessoa.

Técnica Cirúrgica da Rinoplastia

A rinoplastia, cirurgia estética do nariz, é uma das cirurgias que mais se modernizou nos últimos anos. Foram adotadas técnicas mais conservadoras, que preservam a personalidade que o nariz confere à face, proporcionando resultados mais naturais.

Na década de 80 era muito comum que os resultados obtidos com a rinoplastia conferissem o que era chamado “nariz de plástica”. Hoje esses resultados são inadmissíveis tanto para os pacientes como para os médicos. Com as novas técnicas prioriza-se a harmonia facial, respeitando-se o equilíbrio das medidas que compõem a estrutura da face.

A técnica utilizada pelo Dr. Adriano Peduti em seus pacientes é a Exorrinoplastia, que traduz maior previsibilidade de resultados, maior versatilidade operatória e portanto maior segurança.

Indicação: A cirurgia é voltada para a corrigir desproporção ou desarmonia entre nariz e face. A rinoplastia pode ser associada a cirurgias que visam a correção da função respiratória (ex: septoplastia, turbinectomia) em pacientes que respiram com dificuldade. Cada paciente tem uma genética própria, portanto não é possível escolher um nariz específico (ex: nariz igual a…..), mas sim, corrigir e aperfeiçoar o próprio nariz.

Recomendações Pré Operatórias 

Em caso de gripe, resfriado, coriza ou qualquer sintoma que afete a boca, o nariz ou a garganta, entrar em contato com o cirurgião, até a véspera da cirurgia. A presença de acne (espinha) no nariz também deve ser comunidada.

Parar de fumar no mínimo 15 dias antes da cirurgia.

Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas na véspera da cirurgia. Jejum pré-operatório de 8 horas.

Evitar chá de Picão, Arnica, Ginkgobiloba, Castanha da Índia, Cápsulas de Alho e qualquer medicamento que contenha AAS (ácido acetilsalicílico) 10 dias antes da cirurgia, pois poderão interferir no processo de coagulação. Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 30 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.

Programar suas atividades profissionais, sociais ou escolares, para não se tornar indispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 1 semana.

Tomar banho no dia da cirurgia com sabonete bactericida. Os cabelos devem ser lavados (qualquer shampo) na noite anterior ou no dia da cirurgia. Não passar cremes, óleos ou maquiagem no rosto. Chegar no hospital 60 minutos antes do horário da cirurgia. Levar objetos pessoais como escova de dentes, roupas largas e blusas de abotoar. O (a) acompanhante é de extrema importância.

Recomendações Pós Operatórias 

Evitar esforços por 7 dias. Nos 3 primeiros dias, fazer repouso com a cabeça em posição mais elevada (aproximadamente 45 graus) para evitar sangramento.

Não se esqueça de usar gelo (conforme orientação acima) nos primeiros 3 dias, de 2 em 2 horas (até na hora de dormir), por aproximadamente 20 minutos. Nunca use o gelo sobre o nariz.

O curativo com micropore e o splint interno (caso presente), serão retirados em 1 semana, assim como os pontos. Mesmo na necessidade de osteotomia (fratura), não serão utilizados tampões nem gesso.

Pode ocorrer pequeno sangramento nos 3 primeiros dias e a gaze colocada em frente as narinas deve ser trocada quantas vezes for necessário. Normalmente pode ser retirada nas primeiras 24 horas.

Não usar óculos, até que seja autorizada. Caso seja imprescindível a utilização dos óculos, solicitar orientação ao seu médico de como fazê-lo.

Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases (nariz inchado, olho roxo…). Esclarecer com seu cirurgião, e somente com ele, quaisquer dúvidas.

Obedecer a prescrição médica.

Voltar ao consultório para avaliações pós-operatórias, nos dias e horários estipulados.

Evitar exposição solar direta por um período de 30 a 45 dias. Poderá entretanto, expôr-se ao sol ocasional de rua, a partir do sétimo dia, utilizando filtro solar.

Atividades físicas e esportes, somente após 45 dias.

Caso você tenha animal de estimação em casa (cão ou gato), evite contato direto com eles nos primeiros 20 dias de pós-operatório e, em hipótese alguma, os deixe subir em seu leito. O contato com qualquer tipo de secreção (especialmente a saliva de cães e gatos) pode elevar o risco de contrair uma infecção com consequências potencialmente sérias.

Tenha paciência, pois por mais rápida e eficiente que tenha sido a intervenção, você deverá estar preparada para encarar o edema (inchaço) e equimoses (áreas arroxeadas) pós-cirúrgicos, assim como algum desconforto físico.

IMPORTANTE: As informações contidas neste site são somente de caráter geral com o objetivo de divulgar conhecimentos na especialidade de Cirurgia Plástica. Estas informações não tem a pretensão de substituir etapas do tratamento médico ou indicar qualquer tipo de cirurgia. Você deve sempre procurar um médico adequadamente treinado para realizar os procedimentos mencionados neste site ou em qualquer outro na Internet.